Notícias

Cacique Vera Mirim e a origem do nome Guarani

15//07/2018 | Por Gisele Motta

Marcelo Santos Braga

Guarani é uma palavra de origem tupi que significa “guerreiro”. Hoje, as lutas são muito diferentes dos tradicionais conflitos corpo-a-corpo. A resistência também passa pelas esferas institucionais e políticas. Vera Mirim é o cacique na Reserva Indígena Guarani do Rio Silveira, localizada em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. É sua primeira vez na Aldeia Multiétnica. Para ele, essa reunião tem grande importância sócio-política. 

“Antigamente, o pajé que era a liderança. Não havia envolvimento político com o branco, então não era necessária uma liderança política como eu sou hoje. Eu sou cacique e preciso entender o que acontece na atualidade. Temos que estar sempre nos educando, buscando conhecimento para nos proteger e proteger nosso povo. Eu aprendi tudo isso na luta, com os movimentos, com os encontros e conflitos políticos. O que marcou muito a minha vida foi estar na elaboração da Constituição de 1988, com 17 anos. Comecei desde cedo a trabalhar em questões de organização e política e dessa forma que me tornei cacique.” 

Para Vera Mirim, as duas questões mais importantes para seu povo, além de preservar o território e a cultura, são as áreas da saúde e da educação. A aldeia do Rio Silveira já é demarcada e conta com posto médico e escola de ensino fundamental e médio, além de educação de jovens e adultos. De acordo com ele, a estrutura é boa, com salas de aula, laboratório de informática e acesso à internet. A prestação de serviço, por outro lado, é instável e muitas vezes realizada por não-indígenas. 

“Já temos alguns professores indígenas e nossa ideologia é conseguir formar jovens especialmente na área da saúde. Precisamos do nosso povo ocupando essas posições para ajudar os nossos. Precisamos trabalhar cada vez mais nossa autonomia e por isso queremos que nossos jovens estudem. Temos um baixo índice de escolaridade na aldeia e precisamos trabalhar em conjunto com o governo para que haja transformação”, destacou.