Notícias

Cultura Karajá: bonecas Ritxòkò

14//06/2019 | Por redação

Adilvan Nogueira

Este ano, um grupo de representantes Karajá (ou do povo Iny, como se autodenominam), da Ilha do Bananal, participará da Aldeia Multiétnica. As bonecas de cerâmica Ritxòkò (ala feminina) ou Ritxòò (ala masculina) - denominadas desta forma na língua nativa deste povo - foram declaradas Patrimônio Mundial da Humanidade em 2012. São produzidas exclusivamente pelas mulheres e uma ótima fonte de renda para os indígenas desta etnia - muitas vezes, a única.

Na etnia Karajá, as bonecas são dadas às meninas como uma ferramenta de educação e formação de identidade, pois representam cenas cotidianas e rituais de seu povo. Por meio delas, é possível entrar em contato com os valores, as histórias e mitos dos Karajá. 

Durante a XIII Aldeia Multiétnica, acompanharemos esse processo artesanal trabalhoso, organizado em cinco etapas: extração e preparação do barro, modelagem das figuras, queima e pintura. São técnicas ancestrais transmitidas de geração em geração.

Enquanto isso, o vídeo Ritxòkò - Expressão Artística e Cosmológica do Povo Karajá, mostra um pouco mais sobre essa linda tradição guardada pelo povo Karajá. Aqui, teremos a honra de conhecê-la melhor de perto, transmitida pelos indígenas no dia a dia da vivência.