Notícias

Programação completa

17//07/2019 | Por Comunicação

Diego Baravelli

13 de julho / SÁBADO - POVOS DO ALTO XINGU 

6h 
Início da “Kuíguir iguisu” - Festa da Mandioca 
Local: Casa Xinguana 

6h 
Caminhada até o Rio dos Couros para banho matinal

7h30 
fé da manhã

9h Abertura da Tenda da Saúde com Gláucia Rodrigues

Roda de conversa: 
"Saúde Indígena e Segurança alimentar para os povos indígenas"

Convidados: Terezinha Dias (EMBRAPA), Sadana (Mestre da Cozinha Vegetariana Sutil - Filipinas), e Simone Moura (Especialista em patrimônio) 

Local: Chapéu de Palha 

12h-13h 
Almoço

14h30 
Roda de conversa: “Vocês perguntam demais, vocês querem saber tudo!”  
Nas culturas indígenas os saberes não se concentram no cérebro: eles se espalham pelo corpo. As respostas às nossas perguntas não necessariamente se encaixam no padrão explicativo que buscamos, por isso é interessante pensar nas questões que fazemos e como abordá-las. Quais questões são relevantes e como abordá-las? Como construir espaços para outros modos de saber e fazer?

Convidados: Lideranças indígenas; Rosimere Rocha coordenadora geral de jovens e adultos do MEC, Claudio Orlando do Nascimento, professor e pesquisador da Universidade do Recôncavo da Bahia.

Local: Shabono, casa tradicional Yanomami 

15h  
Demonstração do “huka huka”- luta dos guerreiros xinguanos
Local: Pátio Central

16h30 
Abertura da Aldeia Multiétnica com todos os povos e apresentação de fragmentos da “Hugagu” - festa do pequi dos povos do Alto Xingu
Local: Pátio Central

19h-20 
Jantar

19h 
TEMAZCAL, ritual de purificação
Local: Cabana do Suor, ao lado da Casa Guarani 

19h às 21h 
Observação de estrelas com Projeto Telescópio Itinerante: trocas de saberes com povos indígenas sobre o significado das constelações nas diferentes culturas. 

14 de julho / DOMINGO 

* KAYAPÓ 

13h
Reunião com os participantes da vivência. 

14h30
Roda de conversa: Sementes nativas e crioulas na conservação e uso da biodiversidade brasileira 
Convidados: Terezinha Dias (EMBRAPA), Tsitsina Xavante, Isack Kayapó, Odílio Krahô e demais povos indígenas participantes; 
Mediação: João Lucas Moraes
Local: Shabono

16h30
Danças e cantos indígenas no centro da Aldeia
Celebração do povo Kayapó entre as etnias e visitantes 

19h30-20h30 
Jantar

19h
TEMAZCAL, ritual de purificação 
Inscrições na Casa Guarani

19h às 21h 
Observação de estrelas com Projeto Telescópio Itinerante: trocas de saberes com povos indígenas sobre o significado das constelações nas diferentes culturas. 

15 de julho / SEGUNDA-FEIRA

GUARANI MBYÁ

6h
Passagem das festas do povo Kayapó para o povo Guarani
Início da preparação para a festa do povo Guarani.

6h30 
Práticas Corporais
Local: Chapéu de Palha

7h-8h 
Café da manhã

9h 
Troca de saberes entre o povo HUNI KUIN e o povo Guarani
Palavras sobre a ayahuasca e o temazcal: as sabedorias destes povos reinventando o novo tempo
Local: Chapéu de Palha

10h30 
Educação Multiétnica: sementes e construções
Lideranças indígenas e convidados

12h30-13h30 
Almoço

14h30 
Roda de prosa: PALAVRA dos Guarani: “Teko Porã: a relação entre a natureza, os seres da floresta, a saúde e o bem viver na visão Guarani”, com a participação das outras etnias.
Local: Shabono

16h 
Xondaro: dança de preparação corporal Guarani. 

Apresentação do Coral Guarani, Grupo Rembiguai, de Rio Silveiras (SP): composto por jovens que buscam transmitir as boas e belas palavras da sabedoria Guarani a todos os povos, por meio do fortalecimento cultural e espiritual. 

19h30-20h30 
Jantar

21h 
Cantos na Opy, casa de reza Guarani.

16 de julho / TERÇA-FEIRA

* KRAHÔ

6h 
Passagem da festa dos Guarani para os Krahô
Início da preparação do “Pepcahac” – Ritual Indígena dos Krahô

6h30 
Práticas Corporais

7h-8h 
Café da manhã

9h
Mini Curso “Temática indígena nas escolas”, com Cléber Araújo

Indígenas, técnicos e participantes da vivência vão elaborar sequências didáticas com roteiro para aulas sobre diversidade étnica. Introdução e apresentação do tema.

10h30 
Oficina Nat Muguet: Destilação de ervas medicinais, saberes e trocas na agrofloresta  e produção de óleos essenciais

10h30 
Oficina de produção de esteiras com as mulheres Krahô e preparação da empenação das crianças
Local: Casa Krahô

12h30-13h30 
Almoço

14h30
Roda de conversa ”Resistência:  mulheres indígenas em nossa diversidade” 

15h 
Corrida de Tora do povo Krahô

16h30 
Cantos e danças tradicionais iniciada pelo povo Krahô e breve apresentação dos povos participantes

19h30-20h30 
Jantar

17 de julho / QUARTA-FEIRA

* KARAJÁ

5h30 
Empenação das crianças Krahô e passagem da festa do povo Karajá 

6h 
Início da festa do povo Karajá
Hetohokan – Festa da Casa Grande, iniciação das crianças para a fase adulta

7h-8h 
Café da manhã

9h
Minicurso “Temática indígena nas escolas”, com Cléber Araújo
Indígenas, técnicos e participantes da vivência vão elaborar sequências didáticas com roteiro para aulas sobre diversidade étnica. Introdução e apresentação do tema.

12h30-13h30
Almoço

14h30 
Troca de saberes KARAJÁ: bonecas de cerâmica Ritxòkò
Ferramentas de educação e formação de identidade: histórias, processo artesanal, cosmologia Karajá.

14h30 
Roda de conversa Os ritos de passagem nas culturas indígenas. 

16h 
“Ijesu”- Luta corporal dos Karajá

16h30 
Apresentações no pátio central. 

19h30-20h30
Jantar

21h 
Roda de fogueira “Mara Asi”- dança da aldeia com o povo Karajá

18 de julho / QUINTA-FEIRA

*HUNI KUIN E MAXAKALI

6h
Passagem da festa do povo KARAJÁ para os povos Huni Kuin e  Maxakali
Início da Mõgmõka, festa do canto do Gavião, do povo Maxakali  

6h30 
Práticas Corporais 

7h-8h 
Café da manhã

9h 
Palestra com Otto Scharmer, professor titular do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, professor do Programa de Mil Talentos da Universidade de Tsinghua, em Pequim, e co-fundador do Presencing Institute.

10h 
Troca de saberes com os povos HUNI KUIN e KARAJÁ 
O processos de patrimonialização cultural das bonecas Karajá e dos Kene Huni Kuin.

12h30-13h30 
Almoço

11h 
Vivência de brincadeiras tradicionais do povo Maxakali:  Kot Kuphi, espírito da mandioca; Xoktamata, canto do sabiá; Konokaxax, canto da rã 

16h30 
Apresentação de fragmentos do Katxanawa: Ritual tradicional do povo Huni Kuin, grupo Kayatebhu, que tem a finalidade de endireitar caminhos

19h30-20h30 
Jantar

20h 
Ritual Huni Kuin 

21h 
Roda de fogueira: mitos e cantos Maxacali, Huni Kuin 

19 de julho / SEXTA-FEIRA

*FULNI-Ô

3h às 6h 
Madrugada Fulni-ô 

6h 
Passagem da festa do povo Huni Kuin e Maxakali para o povo Fulni-ô
Início da preparação da festa Fulni-ô.

7h-8h 
Café da manhã

9h 
Roda de conversa “A queda do céu”- Histórias de criação e fim de mundo em diferentes culturas indígenas. 
Avaliação da vivência e encerramento com os participantes da vivência.

12h30-13h30 
Almoço

14h30 
Troca de saberes FULNI-Ô

- O artesanato na cultura Fulni-ô: história, importância, identidade.

- A música na cultura Fulni-ô: transmissão de conhecimentos na infância e formação de cantores.

17h 
Encerramento da XIII Aldeia Multiétnica com cantos e danças tradicionais.

Apresentação da Orquestra Multiétnica.

19h30-20h30 
Jantar

A partir das 20h: saída da Aldeia.

22h
Coco Fulni-ô e Orquestra Multiétnica
Local: Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, Vila de São Jorge